Comilão

Comilão

Você será transportado pra 1990! Sabe aqueles bares / lanchonetes que faziam sucesso perto da casa da sua vó quando você tinha oito anos? Assim é o X-montanha em Curitiba, ou lanchonete Montesquieu pros “não-íntimos”!

Seria injusto chamar o local de ESPELUNCA ou de AMBIENTE CONFORTÁVEL! Não, você não vai encontrar poltronas gostosas e cardápio refinado, muito menos um lugar sujo e comida terrível. O local é simples, parece ter parado no tempo e fica bem em frente ao CEFET, na Av. Desembargador Westphalen, 918.

Serio, há quanto tempo você nao via um baleiro desses cheio de balas de COCA-COLA (quem nunca?) e 7belo?

Só que o melhor está por vir. Peça o famoso X-montanha! Nem é tão grande, mas o drama está no recheio. Além de BOLINHO DE CARNE aberto, tem alface, tomate e um RISOLES dentro risos. E você escolhe entre RISOLES de queijo, carne ou palmito pra vir protagonizando seu sanduíche!

O sabor é sensacional! Tem um leve toque de maionese, com o RISOLES de queijo o sanduíche ganha um toque especial e, enquanto você come um, já pensa se terá espaço no estômago pro próximo risos! O sabor me lembrou o CBO do McDonald’s, juro. Mas o x-montanha é muito menos gorduroso aparentemente. E fica pronto rapido!

Pra acompanhar, peça a gasosa de FRAMBOESA (nao falei que você voltaria pra 1990?) em copos de REQUEIJÃO!

O bar é extremamente limpo e humilde, com outras opções de comida como o “Monstro” e o “Monstrinho” (versões do Montanha sem o risoles dentro) e pasteis e risoles sozinhos e e e e…

Local freqüentado por muitos estudantes do CEFET e apertado! Mas vale se espremer um pouco pra espremer a fome dentro do estômago por no maximo SEIS REAIS – preço do lanche mais caro risos!

E no fim, ainda tem a cereja do bolo. A conta segue os padrões do antigo bar ao lado da casa da sua vó! A conta vem em grande estilo! Bom apetite!

Posted by Xóia

Categorised under Comilão, Curitiba, Paraná
Bookmark the permalink or leave a trackback.

One Comment

  1. Marco Aurélio

    Fui um frequentador diário dessa lanchonete, chamavamos de bar do japones, seus risoles são insuperáveis, tudo muito simples, porém com muita higienie e respeito, não sei se ainda estão por lá o Alvaro e o tio Zé, outra coisa legal também, é que pelo fato de ser um lugar muito pequeno, muitas e muitas vezes ficava cheio de gente, o pessoal pedia o lanche e ia pra calçada comer e conversar, era impossível controlar os pedidos realizados, havia a confiança no clientes quando esses iam acertar a conta, pois não tinha nenhum controle de pedidos.

    14 de abril de 2012 @ 16:04

One Trackback

  1. By X-Montanha « Jujuba Gourmet on 16 de abril de 2012 at 15:19

    [...] roubada dos brothers do blog Viajão porque Não tenho [...]

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

*
*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

or